DAT

Solução completa de autenticação para serviços online

Tenha controle total no processo de autenticação dos usuários nos serviços online via web. Customize a tela de login com informações para os seus usuários. Configure um meio de autenticação para vários domínios. Melhore a segurança com os usuários utilizando uma senha que já conheça ou integre a autenticação com a sua rede. Utilize mais que uma informação para a autenticação. Configure fatores de autenticação diferentes para cada usuário. Mantenha a política de segurança já existente.

O produto

O DAT (Dedalus Authentication Tool) é um serviço criado pela Dedalus que expande o método de autenticação nos serviços online, como Google Apps e Office 365, utilizando o navegador. Ele permite que se crie e utilize regras próprias para permitir o acesso dos usuários aos serviços e que os serviços utilizem as mesmas regras de autenticação existentes hoje na sua empresa. O DAT permite que você:

   - Realize autenticação integrada com o desktop (Single Sign-On)

   - Configure uma senha única para os usuários

   - Defina de onde e quando os usuários podem entrar no serviço

   - Tenha regras de autenticação diferentes para cada tipo de usuário

   - Aplique as regras de autenticação da empresa nos serviços online

   - Configure a tela de login com o look & feel de sua empresa

O DAT é um serviço que roda na nuvem, você não precisa se preocupar em mantê-lo ou planejar sua disponibilidade. Ele está nos servidores seguros e redundantes da Amazon, o que se traduz em alta disponibilidade. 

O DAT pode comunicar com os servidores de sua empresa para realizar a autenticação e usar diferentes caminhos neste comunicação para manter a alta disponibilidade. Esta comunicação é feita de forma segura, com conexões SSL e criptografia, por meio do plugin remoto, comum para qualquer tipo de comunicação com os servidores da sua empresa.

O DAT resolve um grande problema de segurança. Hoje os usuários têm muitas senhas para memorizarem devido à alta quantidade de sistemas que eles acessam. A cada novo sistema que surge, a senha criada fica mais fraca para facilitar a memorização, diminuindo a segurança. O DAT permite que o usuário utilize uma senha que ele já conheça, com a força de segurança que o sistema detentor desta senha impõe, melhorando a segurança dos seus dados. Melhor ainda, permite que o usuário utilize a autenticação do Windows para integrar a segurança, sem digitar senhas.

O DAT já tem suporte ao Google Apps e ao Office 365, mas pode ser extendido para outros serviços.

Funcionalidades
   - Single Sign-On. O usuário não precisa mais digitar o login e senha. A autenticação é integrada com as credenciais do Windows do desktop do usuário quando ele estiver na rede da empresa.

   - Interface simples. O usuário pode colocar o login e a senha na mesma tela e começar a trabalhar mais rapidamente.

   - Customização da interface. Coloque as cores e imagens da sua empresa na tela de login. Inclua informações relevantes para o usuário ler antes de começar a trabalhar. Modifique a posição dos campos de login.

   - Comunicação segura (SSL). O login e senha são informados pelo usuário em uma conexão segura, SSL.

   - Login e senha restritos ao DAT. O login e a senha dos usuários ficarão restritos ao ambiente do DAT e da sua empresa. Elas não são passadas para a provedora de serviços.

   - Suporte a múltiplos domínios. Suporte nativo a múltiplos domínios nos serviços online. Você pode ter vários domínios nos serviços utilizando as mesmas configurações de autenticação do DAT.

   - Autenticação única a partir de qualquer sistema. Você pode definir qualquer fonte para a senha única do usuário. Pode ser a senha de login da rede; usuário do AD (Active Directory) ou outro sistema padrão LDAP; usuário ou tabela em banco de dados MS SQL, MySQL, Oracle ou qualquer outro; usuário e senha de um sistema interno; usuário e senha validado por um webservice: você define qual a senha que o usuário irá utilizar para se autenticar nos serviços online.

   - Múltiplos fatores de autenticação. Pode-se exigir que o usuário se autentique com mais de um método diferente de autenticação como, por exemplo, uma senha no AD e um código secreto gerado pelo celular. Pode-se até exigir que o usuário valide a senha em diferentes sistemas da empresa.

   - Cadastro automático do usuário no DAT. Não é mais necessário cadastrar o usuário no DAT antes da autenticação. Ao realizar uma autenticação bem sucedida, de acordo com as regras definidas, o sistema automaticamente cadastra o usuário no DAT.

   - Redirecionamento do usuário no logout. Quando o usuário sair do serviço, ele pode ser redirecionado a qualquer página que o administrador definir.

   - Autenticação autorizada devido a informações do navegador. Pode-se bloquear o acesso do usuário comum ao serviço se ele não estiver com a última versão de um navegador ou utilizando um determinado navegador. Pode-se bloquear o acesso do usuário se ele não estiver em uma rede que o administrador tenha liberado no DAT.

   - Configurações diferenciadas de autenticação. Pode-se definir diferentes fatores para cada usuário ou grupo de usuários, dependendo da criticidade do acesso não autorizado às informações geradas por cada um. Como exemplo, pode-se exigir que presidentes e diretores tenham dois fatores de autenticação e o restante da empresa somente um.

   - Configurações remota do plugin na empresa. As configurações do plugin instalado na empresa são enviadas remotamente, facilitando a manutenção.

   - Novos servidores suportados para o plugin remoto. O plugin instalado na empresa roda tanto no IIS (Internet Information Service) da Microsoft como no Apache Tomcat.

   - Login via web de qualquer dispositivo. Suporta qualquer dispositivo com acesso ao serviço via navegador. Usuários de notebook, smartphones e tablets se beneficiarão do DAT ao entrar nos serviços.

   - Controle da rede física de acesso. Pode-se exigir que um grupo de usuários esteja conectado pela VPN ou na rede interna para poderem se autenticar nos serviços.

   - Redundância. Você pode definir outros servidores para o DAT autenticar o usuário se seu sistema de autenticação principal falhar por algum motivo.

   - Relatórios do ambiente do usuário. O DAT pode gravar informações que o navegador de cada usuário informa para relatórios, como se a versão do navegador utilizado é a última ou homologada pela empresa.

Plugins prontos para uso
   - Autenticação no AD ou LDAP interno da empresa. Permite que o usuário utilize a mesma senha que ele usa para se logar na rede pelo Windows.

   - Validação da localidade do usuário por endereço de rede. Restringe o login do usuário a partir de rede pré-determinadas.

   - Permissão de autenticação por horário. Restringe o login do usuário em determinados horários, levando em consideração o dia da semana e feriados. Também bloqueia o uso do Google Apps fora dos horários permitidos.

   - Autenticação na rede da empresa. Utiliza as informações de autenticação do usuário na rede da empresa, após o início da sessão no desktop Windows, para uma experiência de login integrado (SSO).

Outros plugins podem ser desenvolvidos de acordo com a necessidade da sua empresa.

Cadastre seu e-mail para novidades

Copyright 2016 Dedalus. Desenvolvido por Agência WEBi