Editora PINI

Editora PINI consegue ajustar orçamento de TI com migração para o Microsoft Office 365

Facilidade de pagamento, possibilidade de contratar recursos ajustados às suas necessidades e total familiaridade das equipes com o ambiente da plataforma motivaram a mudança. Dedalus Prime cuidou do projeto

A PINI, produtora de informação e atualização profissional na área da construção civil, reconhecida como a principal editora e desenvolvedora brasileira de revistas e softwares do setor, contratou a Dedalus Prime para implantação do Microsoft Office 365 depois de um período usando outra plataforma de mensageria em cloud, que exigia pagamento anual, o que prejudicava o seu planejamento financeiro. A possibilidade de fazer pagamentos mensais das licenças impulsionou a empresa a mudar de plataforma.

A mudança foi motivada também pela necessidade de renovar e atualizar o conjunto de licenças do Microsoft Office, antes instalado localmente e sem acesso mobile ou web. Como o Microsoft Office 365 permite contratar os serviços de acordo com as necessidades de cada equipe, e com total mobilidade e flexibilidade, a PINI considerou também estas vantagens para se decidir pela migração. “Percebemos que poderíamos unir estas ferramentas em um único ambiente Cloud e, claro, com a facilidade de pagamento e de contratação customizada dos recursos”, comenta Antônio Marcos de Araújo, coordenador de TI da PINI.

O projeto de computação em nuvem surgiu da necessidade de garantir redundância e alta disponibilidade nos dias em que sofriam quedas de energia no bairro onde a PINI possui sua sede, no Bom Retiro, na capital paulista. Pelo menos duas vezes por mês as quedas aconteciam, paralisando a sua rede de computadores e o servidor de e-mail. A nuvem se apresentou, então, como alternativa, uma vez que o ambiente garante a mobilidade corporativa ao possibilitar o acesso ao serviço de e-mail por meio de dispositivos móveis e em tempo real, independente do fornecimento de energia.

Em ambas as etapas do projeto de nuvem a Dedalus Prime foi selecionada pela PINI devido à sua elevada expertise em Cloud Computing e por ser um parceiro Microsoft com capacidade de oferecer atendimento e personalização para as mais variadas demandas das organizações. Recentemente a Dedalus foi nomeada Microsoft Licensing Solution Provider (LSP), o que ratifica a sua posição de liderança no segmento além de ser o primeiro Cloud Services Broker brasileiro. “No caso do Office 365, o projeto teve início em outubro de 2015 e em duas semanas estava concluído, sem qualquer dificuldade, graças à expertise da Dedalus Prime, tanto na migração quanto no entendimento dos recursos por parte das equipes” revela Antônio Marcos.

O projeto envolve 140 contas de usuários, sendo 08 e-mails sem as demais ferramentas da plataforma e usadas nos serviços web, como, por exemplo, para resposta ou validação. Outras 62 contas de Business Essential (somente pacote Office Online) usado para as equipes de vendas e de desenvolvimento de software. Mais 70 contas de Business Premium, que permite instalação nos computadores dos usuários e são destinadas às equipes de redação e do administrativo.

Além de ter acesso à versão sempre atualizada do pacote Microsoft Office, as equipes da PINI também foram beneficiadas pelo OneDrive, ambiente de armazenamento, compartilhamento e gerenciamento de arquivos. “Por exemplo, o recurso tem ajudado a equipe de vendas, que usa e compartilha bastante suas planilhas de resultados e atividades comerciais. O pessoal de redação também usa o OneDrive para organização, validação e revisão dos textos produzidos, assim como a equipe de desenvolvimento para seus documentos diversos”, informa.

O Skype for Business é outro recurso bastante utilizado ao oferecer recurso de mensagem instantânea, áudio e vídeo conferência. “As equipes se acostumaram a conversar entre si com esta solução, o que também contribui para acelerar a comunicação e reduzir as despesas com telefonia, uma vez que as chamadas podem acontecer dentro deste ambiente em Cloud”,

Quanto à economia financeira com a mudança para o Microsoft Office 365, Antônio Marcos de Araújo revela que o Business Plan realizado para orientar o projeto sinalizava uma redução de 20% nos investimentos com licenciamento da plataforma e outros recursos de TI. “Números que foram confirmados após a contratação da plataforma”, afirma o coordenador de TI da PINI.

Cadastre seu e-mail para novidades

Copyright 2016 Dedalus. Desenvolvido por Agência WEBi