Hospital das Clínicas USP

Hospital das Clínicas da USP impulsiona a colaboração com Google Apps

O complexo do HC da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) ocupa uma área de 352 mil metros quadrados com cerca de 2.200 leitos distribuídos entre seus sete institutos especializados, dois hospitais auxiliares e um hospital associado, com capacidade de atendimento, em média, a 8 mil pacientes ambulatoriais por dia e de realização , de 4.500 internações, em média, por mês. Para atender a esta elevada demanda, o HC conta com uma complexa rede de computadores, interligando aproximadamente 4.500 equipamentos e dezenas de servidores, através de conexões de fibra óptica de alta velocidade. Quase 20 mil funcionários estão a postos para garantir o funcionamento do complexo, conhecido mundialmente pela excelência de seus serviços à população.

Como no HC as atividades giram em torno de processos e as aprovações necessitam acontecer de maneira rápida, as equipes sentiam a falta de um sistema que pudesse acompanhar a evolução do serviço prestado ao público. O sistema de e-mail era limitado em recursos, com uma caixa de entrada mínima, as mensagens chegavam sempre atrasadas, sem a alta disponibilidade necessária para garantir a agilidade na comunicação entre os departamentos a partir dos núcleos Administrativo, Assistencial (que cuida dos fluxos e sistemas de atenção à saúde), Ensino e Pesquisas.

Segundo Jacson Barros, Coordenador Geral de TI do HC/FMUSP, a solução foi buscar uma alternativa a esse cenário, o que motivou o estudo da adoção da computação em nuvem, uma vez que a mudança para um sistema de e-mail a ser instalado localmente demandaria outros investimentos em infraestrutura de TI, além de entregar um ambiente de administração in house desnecessário, “o que poderia muito bem ficar por conta do fornecedor do ambiente em nuvem. Além de não oferecer as funcionalidades de mensageria e colaboração que se buscava”.

Barros conta que na gestão de TI anterior à dele, no HC, há pouco mais de 1 ano, já havia uma proposta da Dedalus para implementar o Google Apps. “Quando se decidiu pela mudança, chamamos a empresa para explicar o projeto e entender melhor o seu papel no processo. Já durante a reunião, ficamos muito satisfeitos. Ela também foi essencial para a negociação com a Google sobre as características do contrato e da implementação para atenderem as expectativas. Não tenho dúvidas de que foi a escolha certa, tanto pelos recursos disponíveis da plataforma, como pelos casos de sucessos que a Dedalus possui em empresas com grande contingente de colaboradores, como é o nosso caso. Além disso, a melhoria dos processos de colaboração passou a fazer parte do propósito de mudança”, conta.

Para Mauricio Fernandes, presidente da Dedalus, a ideia de migração para a computação em nuvem teve grande receptividade no HC/FMUSP e o Google Apps surgiu naturalmente como a opção mais adequada. Apresentamos um projeto ajustado às necessidades de todo o complexo, com foco na colaboração. “Uma instituição como o HC/FMUSP, que sempre esteve na vanguarda tecnológica em sua área, tem muito a se beneficiar com a inovação proposta por este novo ambiente oferecido pelo Google Apps”, comenta o executivo.

Cadastre seu e-mail para novidades

Copyright 2016 Dedalus. Desenvolvido por Agência WEBi